13 de fevereiro de 2020

Auditoria Ambiental: Inquérito aos Alunos




O Conselho  Eco-Escola  vem solicitar o vosso contributo no preenchimentos deste questionário - Auditoria Ambiental.
Este questionário visa não só um diagnóstico e levantamento de problemas a resolver como também a definição de ações  de intervenção  prioritárias na escola.


Para aceder ao questionário clicar no link seguinte:

9 de fevereiro de 2020

Semana da Internet mais Segura

No âmbito das comemorações do Dia da Internet Mais Segura 2020, dez alunos do 10.º E (Ariana Cabral, Beatriz Alves, Bruno Gonçalves, Bruno Silva, Marcos Borges, Mariana Castro, Nelson Almeida, Rafaela Pereira, Ricardo Nunes, Tomás Martin) irão realizar, na biblioteca escolar, três Sessões de Sensibilização aos alunos do 8.º ano. 



1 de fevereiro de 2020

Exposição: 500 Anos da viagem de Circum-Navegação de Fernão de Magalhães

Os trabalhos expostos foram realizados pelos alunos do 7.º, 8.º e 10.º (turmas D, E/F) anos. Várias disciplinas deram o seu contributo na realização de cartazes, na escrita de diários de bordo, na construção de naus, na indicação da viagem num mapa-mundo e num globo, na localização exata dos pontos principais, na marcação da longitude e latitude, na criação de atividades com recurso às ferramentas Kahoot! e Code QR, entre outros artigos/produtos como livros, filmes, ...

Parabéns aos alunos e professores envolvidos quer na realização dos trabalhos quer na visita à exposição. 
Aprendemos todos mais um pouco sobre a nossa História. 










23 de janeiro de 2020

Sugestão de leitura - Voltemos à Escola, de Paulo M. Morais




Paulo M. Morais escreveu este livro apaixonante baseado nas suas visitas atentas e curiosas à Escola da Ponte. Através de uma escrita simples, objetiva e emocionada o autor vai-nos relatando um projeto que já dura há 40 anos e que se preocupa verdadeiramente em formar jovens (do 1.º ao 9.º anos) responsáveis, críticos e autónomos através de um processo de aprendizagem democrático, cívico e participativo. Nesta escola não há barreiras, há direitos e deveres e afetos. Cada um aprende ao seu ritmo, ultrapassa as suas dificuldades e quando surgem dúvidas, desalentos, incertezas, há sempre alguém pronto para ajudar. 
Já conhecia, isto é, já tinha lido algo sobre esta escola, mas só agora fiquei com uma noção mais clara daquilo que lá é feito. Como professora, trabalho numa escola tradicional que formata os seus alunos e os impede de refletir, de criticar, de criar porque nunca há tempo para esses aspetos ( “é preciso cumprir o programa” , ouve-se dizer a tantas vozes). 
Há, no entanto, uma questão que coloco e que é a seguinte: havendo em Portugal uma escola com autonomia, com um projeto diferente e aliciante por que razão o nosso Ministério não o aplica noutras escolas (com caráter experimental, de início) e tende a ir copiar outros modelos, de países com características bem diversas das nossas. (Eu até conheço a resposta…) 
Este livro é de leitura obrigatória para todos os que se preocupam com a educação! 
Obrigada Paulo M. Morais por ter concretizado este trabalho.

Graciosa Reis




16 de dezembro de 2019

500 Anos da viagem de Circum-Navegação de Fernão de Magalhães

Está patente na biblioteca escolar uma exposição elaborada pelos alunos do 7.º, 8.º e 10.º (turmas D, E/F) anos para assinalar a efeméride. Várias disciplinas deram o seu contributo na realização de cartazes, na escrita de diários de bordo, na construção de naus, na indicação da viagem num mapa-mundo e num globo, na localização exata dos pontos principais, na marcação da longitude e latitude, na criação de atividades com recurso às ferramentas Kahoot! e Code QR, entre outros artigos/produtos como livros, filmes, ... 




6 de dezembro de 2019

Um Livro, Uma Comunidade - Três Cartas da Memória das Índias

No dia 27 de novembro, realizou-se mais uma tertúlia, a primeira deste ano letivo, sobre Três Cartas da Memória das Índias, de Al Berto. Estiveram presentes 8 alunos, uma funcionária,  e cinco docentes. Para o lanche apareceram mais alguns.

A conversa foi animada com as várias "leituras" e opiniões dos presentes sobre o livro em questão.
No final da tertúlia, cada participante referiu a sua carta preferida de entre as três em discussão e concluiu-se que a Carta ao amigo teve mais adeptos. 

No final, foram apresentadas sugestões de leituras para a próxima tertúlia a realizar em janeiro e resultaram duas propostas - Morreste-me e A Criança em Ruínas, ambos de José Luís Peixoto.


5 de dezembro de 2019

Da leitura para a vida

No dia 26, pelas 16h00, a biblioteca escolar dinamizou um debate sobre a «Alfabetização» com a participação de profissionais da Educação (Carolina Palminha, Ana Sobral e Cristina Fernandes). 
No dia 28, pelas 15h30, ocorreu no Auditório do CAS, uma  segunda atividade, também neste âmbito,  com a apresentação de «Dizeres» contando com a presença de sinienses que, conversando com os jovens de 8.º ano, mostraram uma realidade diferente da vida.




4 de dezembro de 2019

Feira do Livro

À semelhança de anos anteriores, para integrar o programa da  Semana da Escola,  a biblioteca escolar promoveu mais uma edição da Feira do Livro. Este ano também contámos com o apoio da Livraria A Das Artes. Obrigada, Joaquim Gonçalves!

A equipa da biblioteca agradece a presença dos alunos, professores, funcionários, encarregados de educação, outros visitantes. 



29 de novembro de 2019

Apresentação da revista Devaneio


No dia 28, pelas 14h30, alunos do ensino secundário e dos cursos profissionais assistiram à  divulgação da revista Devaneio, revista de índole cultural feita de jovens para jovens sinienses.  Após a apresentação da revista por  dois dos fundadores, Gonçalo Naves e Miguel Silva, estabeleceu-se uma conversa interessante e motivadora entre os presentes. Aos alunos que espontaneamente colocaram questões foram gentilmente oferecidos exemplares da revista. Houve ainda promessas de colaboração, por parte de alguns alunos, no envio de  trabalhos para publicação em posteriores edições. 

A biblioteca escolar deseja aos membros fundadores e colaboradores da revista Devaneio muito sucesso e agradece a imediata disponibilidade para a realização deste evento na escola. 







21 de novembro de 2019

Olhares sobre Al Berto


Um Livro, Uma Comunidade - Três Cartas da Memória das Índias

Para comemorar os 18 anos da atribuição do nome "Poeta Al Berto" à escola, a biblioteca vem propor a leitura de um livro do nosso patrono. 

A atividade tem como público alvo toda a comunidade escolar (alunos, professores, funcionários, pais e encarregados de educação e parceiros). 

Leiam as carta e participem na tertúlia que se realizará na BE, dia 27 de novembro.






20 de novembro de 2019

Feira do Livro - 25 a 29 novembro

Aproxima-se mais uma edição da Feira do Livro integrada na Semana da Escola.

Venham visitar-nos à Biblioteca Escolar! 





6 de novembro de 2019

Sugestão de leitura



Para assinalar os 100 anos do nascimento de Sophia nada melhor do que ler a sua obra. Volto regularmente à sua poesia. Tudo nela faz sentido. É uma poesia sensível, escrita de forma clara, com palavras certas e concretas. Neste primeiro volume, o mar cruza a sua obra. O mar como lugar de liberdade. O mar associado a outros elementos como praia, noite, jardim, deuses, heróis, cidade (como oposição, como “vida suja”), casa, vento, sentimentos, poemas… 

As ondas quebraram uma a uma 
Eu estava só com a areia e a espuma 
Do mar que cantava só pra mim. 


Aparentemente simples, a sua escrita capta o real, é crítica e interventiva. Claro que a sua interpretação é subjetiva, depende de quem lê e de como se lê. Porém, surpreendente e emocionante porque o leitor, apesar da sua interpretação não consegue discernir o real do imaginado. 

Esgotei o meu mal, agora 
Queria tudo esquecer, tudo abandonar 
Caminhar pela noite fora 
Num barco em pleno mar. 

Mergulhar as mãos nas ondas escuras 
Até que elas fossem essas mãos 
Solitárias e puras 
Que eu sonhei ter. 

Recomendo-vos Sophia! Eu, voltarei! Porque gosto do seu apelo! 

Nas praias que são o rosto branco das amadas mortas 
Deixarei que o teu nome se perca repetido 

Mas espera-me: 
Pois por mais longos que sejam os caminhos 
Eu regresso.


Graciosa Reis
Professora Bibliotecária

4 de novembro de 2019

Maratona de Leitura - Palavras & Harmonias (Centenário de Sophia)

Para assinalar o centenário do nascimento de Sophia de Mello Breyner Andresen, a biblioteca escolar vai realizar, no dia do seu nascimento, uma maratona de leitura com  acompanhamento musical. 

Participe! Venha ler ou simplesmente assistir!




2 de novembro de 2019

Centenário do nascimento de Jorge de Sena





Os Trabalhos e os Dias

Sento-me à mesa como se a mesa fosse o mundo inteiro
e principio a escrever como se escrever fosse respirar
o amor que não se esvai enquanto os corpos sabem
de um caminho sem nada para o regresso da vida.

À medida que escrevo, vou ficando espantado
com a convicção que a mínima coisa põe em não ser nada.
Na mínima coisa que sou, pôde a poesia ser hábito.
Vem, teimosa, com a alegria de eu ficar alegre,
quando fico triste por serem palavras já ditas
estas que vêm, lembradas, doutros poemas velhos.

Uma corrente me prende à mesa em que os homens comem.
E os convivas que chegam intencionalmente sorriem
e só eu sei porque principiei a escrever no princípio do mundo
e desenhei uma rena para a caçar melhor
e falo da verdade, essa iguaria rara:
este papel, esta mesa, eu apreendendo o que escrevo.

Jorge de Sena

1 de novembro de 2019

Prémios Nobel 2019









MIBE - Resultados da atividade Bibliotablet - "Conhecer a BE"

Nos dias 29 e 30 de outubro, as turmas do 7.º ano e de PLNM participaram na atividade proposta pela biblioteca escolar, no âmbito do Mês Internacional das Bibliotecas Escolares (MIBE).

Para conhecerem um pouco melhor a biblioteca, os alunos tinham como tarefa responder a um questionário de 19 perguntas, num total de 28 pontos. Os alunos constituíram grupos e através de um tablet/smartphone acederam ao blogue da biblioteca onde estava publicado o link do questionário "Conhecer A BE da ESPAB". https://forms.gle/4oVNVtUPzvMtphCt6


Os vencedores, por turma, foram os seguintes:

7.º A - grupo constituído por Luana Moura e Inês Severino - 18 pontos

7.º B - grupo constituído por Joana Penedo, Micael Rosário, João Tomé e Jorny dos Reis - 18 pontos

7.º C - grupo constituído por Lucas Vilhena, Simão Silva e Júlia Pinto- 21 pontos

PLNM - grupo constituído por Daniel Wilenkin, Eva Cruz e Maria Wilenkin - 21 pontos


O questionário apresentava ainda duas questões que permitiram avaliar o grau de dificuldade da atividade e o grau de satisfação dos alunos. Assim, num universo de 20 respostas o resultado foi o seguinte: